Tipos de tabaco

Variedade de tabaco da Souza Cruz atende demanda própria e também mercados externos

A Souza Cruz produz diferentes tipos de tabaco para atender às demandas específicas dos seus produtos e também do mercado externo – a Companhia é a maior exportadora de tabaco do Brasil.

Cada tipo de tabaco exige características de cultivo e cura bem particulares, para que se alcance a melhor qualidade possível nas folhas que serão processadas nas usinas da Souza Cruz.

Virgínia

O melhor tabaco do mundo do tipo Virgínia é produzido pela Souza Cruz. Esta variedade está presente nos melhores produtos da Companhia. Seu processo de cura leva de quatro a cinco dias em uma estufa com rígido controle de temperatura e umidade. A cor do tabaco Virgínia varia do amarelo vivo a tons de laranja e mogno.

 

Burley

O tabaco do tipo Burley passa por um processo de cura mais lento, feito em condições naturais: as plantas são colocadas em suspensão por cerca de 40 dias, até estarem prontas para serem encaminhadas para a produção. Sua cor pode variar de tons marrons mais claros a mais escuros.

 

Comum

Segue o mesmo processo de cura do tipo Burley – suas variedades de tons também são similares. As folhas do tabaco Comum possuem uma espécie de goma que as tornam apropriadas para o processo de fermentação desejado por alguns mercados específicos.

 

Dark

Após passar por um processo de cura em condições naturais, o tabaco do tipo Dark ganha tons de marrom mais escuros. Além da cor, a sua grande diferença para as demais variedades está no percentual de nicotina em suas folhas: em média, tem 3,5%, o mais alto entre os tipos cultivados no Brasil.

 

Maryland

Diferentemente dos demais, o tabaco do tipo Maryland possui folhas de perfil mais fino. Seu processo de cura também é mais longo, feito em condições naturais. Ao término desta etapa, o tabaco adquire a cor marrom, que pode variar de tons claros para mais escuros.

max
large
medium
small
mobile