BrasCuba

Pioneira, joint venture com o governo cubano é líder do mercado local premium

A Souza Cruz se associou à estatal cubana Tabacuba em 1995 para formar a Brascuba Cigarrillos S.A., primeira joint venture do país caribenho na área industrial com um parceiro estrangeiro. A companhia é voltada para a produção e exportação de cigarros, sendo líder no mercado interno premium, com 23% de participação.

A Brascuba é um investimento de longo prazo da Souza Cruz, sendo a maior empresa de distribuição privada da ilha, alcançando 7 mil pontos de venda com cigarros de marcas não cubanas, como Hollywood e também de marcas locais, como Cohiba . A Companhia busca cada vez mais qualidade e inovação para garantir o crescimento sustentável do negócio. Para tal, une os padrões de controle e qualidade do grupo BAT à tradição cubana de produzir um dos melhores tabacos do mundo.

O pioneirismo está na essência da Brascuba. A companhia levou importantes inovações para o mercado cubano, como filtros de alta qualidade e os primeiros produtos flavorizados. Além disso, vem contribuindo com a introdução de avançadas tecnologias já utilizadas pela Souza Cruz no Brasil.

Este movimento se fortaleceu ainda mais em 2015, ano em que a Brascuba completou duas décadas de existência. O ano foi marcado pelo investimento em maquinário de última geração, bem como no reforço do treinamento de funcionários cubanos, que vieram ao Brasil para aprimorar sua expertise no negócio.

No ambiente externo, o ano de 2015 ficou marcado pelo restabelecimento das relações diplomáticas entre Cuba e Estados Unidos,  fato  positivo para a atuação da Brascuba no país caribenho. O processo de reabertura tende a beneficiar  a expansão da companhia, que hoje já supera o número de 500 colaboradores.

max
large
medium
small
mobile